Infância, pobreza e desigualdades na Argentina. Tensões e transformações nas duas últimas décadas.

Pobreza e desigualdade, Políticas públicas e orçamento

Para se compreender o surgimento da infância como um grupo social, é necessária uma abordagem que considere as recentes dinâmicas que oferece o paradigma dos direitos humanos e que reconheça o marco geral da justiça social e as desigualdades persistentes.

Levando em conta essas questões, o trabalho apresentado por Alberto Minujin, Raul Mercer e Valeria Llobet, aborda de maneira articulada a pobreza infantil, as desigualdades e a exclusão social na Argentina como problemas estreitamente imbricados na luta pela distribuição e redistribuição do poder, propriedade e renda que tem se dado no país a partir do desenvolvimento de políticas sociais de proteção social com foco na inclusão social.

DEIXAR SEUS COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

NOVIDADES

Menus de configuração no Painel de Administração

X