Superando a desigualdade nas cidades a partir da infância

Pobreza e desigualdade

Como vivem as crianças argentinas e latino-americanas em cidades marcadas pela pobreza e a desigualdade e quais iniciativas podem gerar melhores condições de vida que garantam seus direitos: estes foram os principais temas que mobilizaram os debates do “Seminário Internacional Desigualdades urbanas en la infancia y la adolescencia: derechos y políticas sociales urbanas”, realizado em Buenos Aires nos dias 3 e 4 de julho, do qual participaram 900 pessoas de 11 países das Américas e da Europa. O encontro foi organizado pela Universidade Tres de Febrero, o UNICEF, a Fundación Arcor e a Equidade para a Infância América Latina.

Nos dias 3 e 4 de julho realizou-se na Cidade de Buenos Aires o Seminário Internacional Desigualdades urbanas en la infancia y la adolescencia: derechos y políticas sociales urbanas. Compareceram ao evento cerca de 300 pessoas da Argentina e de outros dez países e ao redor de 600 pessoas acompanharam a transmissão online pelo site da Equidade para a Infância América Latina. A organização do encontro foi realizada pela Universidade Nacional Tres de Febrero, UNICEF, Fundación Arcor e Equidade para a Infância América Latina.

1069866_533951876672607_2129374977_nDurante os dois dias do encontro foram abordadas as desigualdades urbanas na infância e adolescência, considerando-se algumas de suas dimensões centrais. Discutiu-se sobre os fatores condicionantes do acesso aos direitos de educação, saúde e recreação na infância como a classe, o gênero, o território, o pertencimento étnico e as migrações. Trabalhou-se sobre a importância de criar e sistematizar dados sobre as desigualdades urbanas e discutiu-se sobre instrumentos de monitoramento e de fomento à participação de crianças e adolescentes nas ações a nível local e municipal. Também se insistiu sobre a importância do compartartilhamento de ferramentas de medição para incidir na formulação de melhores políticas públicas. O Seminário permitiu conhecer as perspectivas de distintos atores sobre a problemática em questão e conhecer boas práticas na área.

Tendo como principio propiciar a fala de múltiplos atores, o Seminário contou com convidados/as e conferencistas do meio acadêmico, de áreas de governo centrais e locais, de fundações empresariais comprometidas com a infância e de organizações da sociedade civil. O encontro contou com participantes da Colômbia, Bolívia, Uruguai, Brasil, Costa Rica, Paraguai, El Salvador, Espanha, Estados Unidos, Itália e Argentina. Deste país, os convidados e participantes são oriundos das seguintes cidades: Buenos Aires, Quilmes, Rosário, Córdoba, Zárate, Esteban Echeverría, Lanús, Rawson (Chubut), Paraná, Rawson (San Juan) e Lanús.

A abertura do Seminário foi feita pelo Reitor da Universidade de Tres de Febrero, Aníbal Jozami e o mesmo foi encerrado com comentários do diretor do Centro de Investigación en Políticas Sociales Urbanas da UNTREF, Jorge Carpio, do diretor da Equidade para Infância, Alberto Minujin, do Gerente da Fundación Arcor, Santos Lio, do coordenador de programas do UNICEF, Ennio Cufino, e do Sub-secretário da Secretaría Nacional de Niñez, Adolescencia y Familia (SENNAF) da Argentina, Carlos Fagalde.

A Equidade para a Infância América Latina busca propiciar a realização destes encontros de aprendizagens, intercâmbios e vinculação interinstitucional por ter a firme convicção de que esse cambinho colaborativo favorece a construção de sociedades mais justas.

Veja a proposta do Seminário sobre Desigualdades Urbanas e direitos das crianças

Veja o Programa do Seminário

DEIXAR SEUS COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

NOVIDADES

Menus de configuração no Painel de Administração

X