Uso do tempo, cuidados e bem- estar: Desafios do Uruguai e região.

Pobreza e desigualdade

A revista integra trabalhos produzidos no marco do Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais, que analisam e elaboram hipóteses sobre a situação do trabalho não remunerado e o bem- estar social no Uruguai. Em conjunto com eles foi selecionada uma série de artigos que da aborda a situação de cuidado em países vizinhos e na região, entendendo a importância do diálogo regional na produção de conhecimento.

Nas Ciências Sociais, o interesse pelo tempo destinado ao trabalho não mercantil tem gerado uma corrente de investigações que começaram a se manifestar nos países desenvolvidos já há várias décadas, para obter informação para a tomada de decisões políticas e a gestão dos recursos humanos.

Nesta região, é apenas na última década que começaram a realizar estudos (ainda que esporádicos) tanto no âmbito acadêmico como em instituições encarregadas das estatísticas oficiais de alguns países. As transformações dos mercados trabalhistas e das formas de viver em família têm consequências na vida social e econômica, as quais tem mostrado a necessidade de obter informação sobre o uso do tempo, já que as pessoas e os lares devem recorrer a uma combinação complexa de atividades, tanto dentro do mercado como nas famílias e nas comunidades, para a obtenção do bem-estar. Esta corrente de investigações proporciona forte evidencias empíricas sobre as inequidades sociais e de gênero que podem ser visibilizadas através do uso do tempo na vida cotidiana.

[doc]uso-do-tempo-cuidados-e-bem-estar-desafios-do-uruguai-e-regi.pdf[/doc]

DEIXAR SEUS COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

NOVIDADES

Menus de configuração no Painel de Administração

X