Gravidez e maternidade na adolescência. Estereótipos, evidências e propostas para políticas públicas.

Saúde

Este livro convida a refletir sobre a gravidez na adolescência. Por um lado, questiona-se a disseminada idéia de que ao longo dos últimos anos aumentou a quantidade de adolescentes mães. Por outro lado, questiona-se a difundida premissa de que a gravidez na adolescência é um problema de saúde pública. Além disso, problematiza-se a relação Educação-gravidez na adolescência e aborda-se o tema da anticoncepção e da gravidez como algo “inesperável”. Finalmente aborda-se a questão da qualidade da atenção durante a gravidez e o parto.
Este livro apresenta os resultados do estudo “Gravidez na adolescência: diagnóstico para reorientar as políticas e programas de saúde”, realizado em sete jurisdições da Argentina. Realiza-se uma revisão da literatura sobre o tema, tomando diversas investigações e definições sobre a maternidade na adolescência; e apresentam-se os dados quantitativos disponíveis para a Argentina. Centralmente, o estudo analisa as perspectivas tanto dos funcionários e profissionais de diversos setores (saúde, educação, desenvolvimento social) acerca da gravidez e da maternidade/paternidade na adolescência, como das adolescentes.
Uma das principais conclusões obtidas é que coexistem diferentes visões acerca da gravidez e da maternidade na adolescência. Algumas delas permeadas por estereótipos de gênero e/ou classe e de forte viés adultocêntrico. Outras, ao contrario, exibem maior sensibilidade ante a complexidade social que envolve a gravidez na adolescência.

Fonte:  CEDES-UNICEF ISBN: 987-21844-2-9

[doc]gravidez-e-maternidade-na-adolescncia-estereotipos-evidncias-e-propostas-para-politicas-publica.pdf[/doc]

DEIXAR SEUS COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

NOVIDADES

Menus de configuração no Painel de Administração

X